quarta-feira, 25 de maio de 2016

Gargalhada á Benfica #100

Na 100ª Gargalhada à Benfica decidimos fazer um apanhado em vídeo das muitas gargalhadas que demos ao longo da época.
.
A Música é do Miguel Paraíso as imagens são de variadíssimas páginas que preenchem a GLORIOSASFERA.
 
Um bem haja a todos vós
 

terça-feira, 24 de maio de 2016

Vamos a apostas?


Megastore? Sede? Casa do Benfica de Lisboa? Outra...

Gargalhada à Benfica #99


Via: BnrB


segunda-feira, 23 de maio de 2016

Balanço Época 2015/2016

Agora que a temporada desportiva (futebol) terminou, segue o meu balanço dividido entre o que de melhor e pior aconteceu. Em relação aos pontos que identifico como negativos faço-o sem seguir qualquer agenda, apenas com o sentimento de que existe ainda muito a melhorar. O Benfica é Grande, é Enorme mas poderá ser sempre MAIS e MELHOR.

O post é longo por isso saúdo desde já aqueles que chegarem ao fim do mesmo :)
 
NEGATIVO
 
1- Saída de Jorge Jesus - Quem segue este Blog sabe que eu era a favor da renovação com JJ, defendia essa renovação com base nos últimos resultados desportivos (Equipa que ganha não se mexe). A Direção decidiu de forma diferente. Até aqui tudo bem, no entanto parece-me que o processo foi mal gerido já que o Presidente parece ter perdido o controlo das negociações que visavam colocar o treinador longe dos nossos rivais. A ser verdade que tentou a renovação, após saber da entrada em cena do Sporting, revelou incapacidade para ser fiel à estratégia que tinha definido.

2- Processo de renovação Maxi - Neste caso a minha crítica vai para as relações dúbias com alguns agentes, nomeadamente o mafioso do Paco Casal. No início da temporada passada deveríamos ter acautelado essa situação e se fosse caso disso o Maxi e os seus amigos Elbio Alvarez, Juan San Martin, Jim Morisson Varela e Gianni Rodriguez ficavam o ano inteiro a correr à volta do Caixa Futebol Campus no Seixal.
 
3- Pré-Temporada - Ao contrário da maioria não fui contra a participação na International Cup. Uma das grandes prioridades desta Direção, amplamente discutido em AG, é a internacionalização da Marca Benfica. Assim sendo, não vejo melhor forma para projetar a Marca do que levar a equipa principal de Futebol a torneios onde estão presentes as melhores equipas do Mundo. A minha crítica em relação à pré-temporada assenta em três factos:
1- Elevado número de jogadores ao serviço de Rui vitória (apresentaram-se 36 jogadores)
2- Poucos jogos - O primeiro jogo foi já na América, creio que teria sido proveitoso efetuar um ou dois jogos de treino com equipas menos cotadas, no Caixa Futebol Campus.
3- Taça Eusébio no México - Como já referi não tenho nada contra a participação em torneios internacionais, no entanto o Benfica foi ao México para a inauguração do Estádio de Monterrey e depois de ver que não havia espaço para a realização da prova juntou-se a Taça Eusébio a esse evento. A crítica maior vai para o facto do jogo ter sido disputado 5 dias antes do primeiro título oficial da época...
 
4 - Laterais - No início da época era por demais evidente as lacunas que tínhamos nas laterais da defesa. Felizmente em Janeiro a direção corrigiu essa situação com a contratação de Grimaldo. Já para não falar no mérito de Rui Vitória a fazer aparecer Nélson Semedo.

5 - Clésio - O aparecimento de Clésio no 11 inicial do Tondela-Benfica a lateral-direito foi na minha opinião o maior pecado de Rui Vitória durante toda a temporada. Confesso que foi o ponto alto do meu desespero no início da temporada...
 
6 - Taarabt e Talisca - Eram dois dos jogadores em que depositava maior confiança para esta temporada. Taarabt revelou-se um flop total, com ordenado principesco e contrato de longa duração. Terrível contratação.
Em relação a Talisca, depois do grande inicio na temporada passada esperava que este ano assumisse um papel fundamental no meio-campo do Benfica. Infelizmente perdeu espaço ainda que tenha terminado a época a bom nível.
 
7 - Derbys - Este campeonato provou que os títulos não dependem dos Clássicos. No entanto importa refletir sobre as fracas prestações frente aos nossos rivais. No caso do Sporting, as exibições na Supertaça, Campeonato (na Luz) e Taça de Portugal foram confrangedoras. Em relação ao Porto, penso termos sido a melhor equipa em ambos os jogos, faltou eficácia.
Se me disserem que a conquista do 36 implica perdermos todos os clássicos, assino já por baixo. No entanto se for possível aliar a conquista do 36 com vitórias frente aos eternos rivais...Melhor.
 
8 - Contratações equipa B - Foram muitas e sem grande proveito. Espero estar enganado mas grande parte das contratações que fizemos para equipa B nos últimos 2/3 anos servem apenas para pagar favores e encher os bolsos a alguns empresários. Espero estar enganado mas Francisco Vera, Vitor Andrade e Bilal Ould-Chick são alguns exemplos de milhões esbanjados.
 
9 - Comunicação do Benfica - Embora também aqui reconheça uma melhoria evidente ao longo da época, não posso deixar de evidenciar algumas intervenções menos felizes de João Gabriel na sua página de Tweeter. Fala-se na sua saída, veremos quem se perfila para ocupar o cargo.
 
10- Taxa de ocupação no Estádio da Luz - Apesar de em termos absolutos esta ter sido a melhor época de sempre, em termos de taxa de ocupação houve outro estádio com registo melhor. Tratem de comprar REDPASS, pois para o ano a Luz tem de estar SEMPRE cheia. Neste ponto registo também para as fracas assistências na fase de grupos da Champions.

POSITIVO

1- Média de Assistências - Com uma média de 47.160 adeptos nos 24 jogos disputados na Luz, esta foi a melhor época de sempre. Positivo mas ainda com muito espaço (17.840) para melhorar.
 
2- Contratação de Rui Vitória - Após a saída de JJ defendi a contratação de um técnico Português, Benfiquista e que conhecesse a realidade do Sport Lisboa e Benfica. Dentro deste perfil a escolha de Rui Vitória pareceu-me a mais ajustada.
 
3- Aposta na Formação - Conseguimos fazer cair o mito de que a "formação não ganha campeonatos". Nélson Semedo, Renato Sanches, Lindelof e Ederson provaram o contrário. A aposta na formação é para continuar sempre integrada numa lógica de reforço cirúrgico do plantel com jogadores de craveira internacional.
 
4- Vitórias Europeias - Há muito que ansiávamos por um Benfica Europeu capaz de honrar a nobre História do Nosso Clube. Este ano batemos na Luz o Galatasaray, Zenit e Astana e ainda fomos vencer a Madrid e São Petersburgo (Zenit). A prestação europeia terminou frente ao poderoso Bayern de Munique, numa eliminatória que soube a pouco tal foi a coragem dos nossos jogadores.
 
5- Discurso de Rui Vitória - A grande melhoria evidenciada pelo Benfica deste ano, em relação ao dos anos anteriores, foi no discurso antes e depois dos jogos. Deixámos de ter um discurso arrogante, pretensioso e individualista para termos um discurso humilde, respeitador e coletivo.
 
6- Conquista do 35º - Não foi fácil mas fomos uns justos vencedores. Melhor Ataque (88 golos), Record de pontos na história do campeonato português (88 pontos), melhor marcador (Jonas 32 golos) e melhor sequência de vitórias (12),
 
7- Conquista da 7ª Taça da Liga - Ao contrário de muitos amigos Benfiquistas eu não me estava a "cagar" para esta Taça. A História do Benfica obriga-nos a querer GANHAR SEMPRE! Os tempos em que se abdicavam de competições para ganhar outras felizmente acabaram.
 
8- Ederson - Este destaque acaba por ser um mea-culpa face ao que aqui escrevi no início da temporada. Nessa altura já previa que Júlio César não faria a época toda e não reconhecia em Ederson uma alternativa à altura. As minhas reticências terminaram quando fui ver o Oriental vs Benfica ao Campo Eng. Carlos Salema. Foi só o melhor em campo.
Espero que se resista aos milhões que vão acenando por essa Europa fora e que se compre os 50% do passe que estão nas mãos de Jorge Mendes.
 
9- Contratação de MitroGolo - Não que o Mitro Golo tenha sido mais importante que os restantes companheiros do plantel, mas porque ao contrário do que aconteceu no passado fomos capazes de garantir a título definitivo um jogador que brilhou a título de empréstimo.

10- Jonas Pistolas - Lutou pelo Bota de Ouro até poucas jornadas do final do campeonato, sendo apenas superado por Suarez, Higuain e Ronaldo. Em Portugal conquistou o prémio que no ano passado lhe haviam roubado. Parabéns Pistolas, espero que para o ano continues a fazer história com o Manto Sagrado.

Já que estamos numa de balanços gostava de agradecer à minha família pela paciência que têm pelas horas que dedico ao Benfica, este ano tive em 22 dos 24 jogos disputados na Luz (falhei o Porto e Zenit) aos quais somo a Supertaça no Algarve, Final da Taça da Liga em Coimbra e a já referida deslocação ao campo do Oriental.
 
Obrigado também aqueles que por aqui passam e deixam a sua marca. Se não fossem vocês, já tinha fechado o tasco :)
 
E PLURIBUS UNUM! TUDO POR TI BENFICA!

Balanço Época 2015/16 - Antevisão

Mais logo publicarei um longo post (já escrito), com os 10 aspetos mais positivos e negativos desta temporada.

Desafio-vos desde já a pensarem nos vossos.

Gargalhada à Benfica #98

Via: Blog de Leste

Via: BnrB

Via: As Minhas Insónias em Carvão

domingo, 22 de maio de 2016

Gargalhada à Benfica #97

Via: BnrB



sábado, 21 de maio de 2016

Gargalhada à Benfica #96




Via: The Sporting Dead

Gargalhada à Benfica #95




sexta-feira, 20 de maio de 2016